sexta-feira, 31 de julho de 2009

No Limite (faltando 11 dias)

3 comentários

Sempre fui um fã inveterado do reality da Globo e fiquei muito feliz com a sua volta após oito anos. Ontem assisti a estréia, mas infelizmente não vou poder acompanhar essa quarta edição porque sua exibição coincide com o período da minha peregrinação e isso me fez refletir sobre algumas coisas.

Eu poderia muito bem ficar em casa levando minha vidinha de sempre, fazendo as mesmas coisas de sempre e vendo TV. Ou quem sabe pegar o dinheiro da viagem e investir em outra coisa, quem sabe um bem material? Mas eu optei por viver algo novo, optei pelo desafio real além do conforto e da segurança do sofá de casa. Conheço poucas pessoas que teriam a mesma coragem ou disposição.

No Caminho com certeza irei passar por privações, — claro que nada comparado às enfrentadas pelos participantes do No Limite — mas estou disposto a enfrentá-las. Sei que será uma experiência única de aprendizado e amadurecimento que levarei para o resto da vida. Ao contrário de um bem que pode simplesmente ser roubado na esquina, as experiências que vivemos não podem ser tiradas da gente. São para sempre. Por isso acho que fiz o investimento certo.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Últimos detalhes da preparação (faltando 12 dias)

2 comentários

Nesses últimos dias as coisas estão tão corridas que nem tenho conseguido atualizar o blog tanto quanto gostaria. No trabalho muitos problemas para resolver e ainda muito o que deixar organizado para que tudo possa correr bem durante minha ausência.


Ontem comprei a passagem de trem de Santiago de Compostela até Madri. Peguei um trem que viaja a noite e com isso não precisarei pagar hotel.


Hoje fiz cadastro na casa de câmbio e adquiri alguns euros para aproveitar a boa cotação (a melhor desde que comecei a planejar a viagem). Optei por levar parte do dinheiro através do Visa Travel Money, que permite saques em qualquer caixa eletrônico na moeda local. O restante vou pegar na semana que vem em espécie. Essa parte de trocar o dinheiro é bem chatinha, mas uma coisa que aprendi.

No sábado farei uma pequena confraternização em Curitiba com alguns amigos mais próximos já em clima de bota fora. Domingo relato aqui como foi.

Tenho me sentido meio estranho nos últimos dias, acho que um pouco estressado com o trabalho. Mas mal posso acreditar que a viagem está aí e que em poucos dias estarei no Caminho. As borboletas já começam a alçar voo no estômago e o tempo parece que passa de um jeito diferente.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Reta final (Faltando 20 dias)

3 comentários

Falta pouco. Há 20 dias do início da peregrinação o clima é de tranqüilidade. Acho que já superei a fase da ansiedade, às vezes até esqueço que a viagem está tão próxima. Já imprimi o e-mail com os dados dos vôos, o guia do caminho em versão reduzida e meu recibo de reserva no Orisson. Fiz também uma listinha com as pequenas coisas que preciso acrescentar a mochila. Até o final da próxima semana vai estar tudo pronto, até o dinheiro quero ver se já troco para evitar correria de última hora.

Hoje uma tia me ligou para desejar boa viagem, ela mora em outra cidade e não vai me ver antes da partida. É muito bom receber o carinho e o apoio dos entes queridos.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Seguro Viagem (Faltando 26 dias)

2 comentários

Esse último mês parece que está voando. Daqui a pouco vai estar na hora de por a mochila nas costas e o pé na estrada. Mesmo com o frio e a chuva estamos mantendo um bom ritmo de treinamento, superando os limites e vencendo o comodismo. Essa já é uma grande vitória.

Na terça feira fui fazer o seguro saúde internacional, ou seguro viagem. Esse é um item muito importante para admissão em território espanhol. Brasileiros não precisam de visto para permanecer até três meses em países da União Européia, no entanto, todos os estrangeiros, submetidos ou não a um visto de curta duração, devem obrigatoriamente estar munidos de um seguro-saúde e de repatriamento no valor mínimo de 30.000 Euros que cubra todo o território Schengen (França, Alemanha, Grécia, Espanha, Itália, Áustria, Portugal, Finlândia, Suécia, Noruega, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Islândia e Luxemburgo).

O seguro saúde pode ser adquirido em qualquer agência de viagem. Fiz vários orçamentos e comparações de coberturas antes da compra. O preço e a cobertura mudam bastante de uma agência para outra e até mesmo a cotação do dólar praticada por elas pode fazer diferença no preço final. Vale a pena pesquisar.

Seguros são realmente o tipo de coisa que compramos na expectativa de não usar, já que não desejamos que nada de ruim aconteça, mas se acontecer, ao menos temos algum respaldo. O seguro saúde cobre desde atendimento médico até repatriação por morte acidental, afinal ninguém está isento dessas coisas.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Credencial e AACS Rio (Faltando 29 dias)

4 comentários



Esse final de semana aproveitei minha passagem pelo Rio de Janeiro para conhecer o pessoal da Associação dos Amigos do Caminho de Santiago (AACS – Brasil) e também pegar as credenciais de peregrino. As credenciais são muito importantes, pois é através delas que teremos acesso aos albergues e seremos identificados como peregrinos enquanto estivermos por lá. Nela, a cada cidade, serão estampados os selos que comprovam a passagem ponto a ponto para que, no final, possamos receber a Compostela, uma espécie de certificado da peregrinação.

Tive a oportunidade de caminhar por Copacabana, Ipanema e Leblon ao lado de uma turma muito animada de peregrinos veteranos e mais experientes, — a Inês da AACS, por exemplo, vai para seu 9º caminho em setembro — ouvi atentamente todas as dicas e de quebra ainda aprendi muito com os relatos deles.

Recebi a credencial das mãos de Virginia Casco Caputo (Vick) e de seu filho, o pequeno Thiago de apenas 3 anos, recém egressos do Caminho Francês. Pedi para o Thiaguinho me ensinar como chegar em Santiago e ele me disse todo sério: “Xando, é bem longe”.

Da simpática família Casco Caputo, ganhei de presente uma linda nécessaire da AACS – Brasil. Com direito a mini-desodorante, mini-sabão, mini-lanterna, fraquinhos para xampu e mini-higienizador para as mãos.

Junto com a credencial ganhei um pequeno kit da AACS que inclui diversos objetos essenciais. O principal deles, claro, é a credencial do peregrino. Os outros itens que compõem o kit são: um pequeno guia, panfletos com dicas, a oração do peregrino, um pacote de lenços de papel (para as necessidades fisiológicas nos albergues ou na estrada), uma fita de São Tiago, um Tau de São Francisco de Assis (que foi peregrino), um par de protetores de ouvido para proteção anti-ronco nos albergues e um balão amarelo da AACS (pro qual ainda vou arrumar uma ótima utilidade, me aguardem!).


Caminhada da AACS. Da esquerda para direita: Tácio, Leila, Sérgio, Inês, Vick, Eu com o Thiago fazendo festa nos meus ombros e Chica. Leon ficou atrás da máquina.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Preocupações antes de chegar ao Caminho (Faltando 34 dias)

5 comentários

Quando liguei para a Ibéria para alterar a data das minhas passagens me disseram que não poderia marcar os assentos do vôo antes do check-in. Mas quando recebi o etickt vi que as poltronas dos vôos São Paulo/Madri e Madri/São Paulo já vieram marcadas. Já no etickt da minha prima, que comprou as passagens depois, não veio nenhum lugar marcado.

Como queríamos sentar juntos, para não ter que aturar estranhos do nosso lado por mais de 10 horas de vôo, ficamos um pouco preocupados. Ontem resolvi ligar para o 0800 da Ibéria para tentar me informar melhor sobre essa questão dos assentos. Fui atendido por um rapaz de sotaque lusitano (acho tão legal o sotaque de Portugal) e consegui marcar o assento da minha prima sem dificuldade nenhuma, só com o número da reserva dela em mãos. Vamos nas poltronas 14A e 14C (O que será que fizeram com a B?).

Aqui do lado tem o mapa dos lugares do Airbus A340-600 que vai levar a gente para o outro lado do Atlântico. É enorme! Bem diferente das aeronaves da Gol, Varig e Tam que já viajei.

Passar 10 horas num avião não deve ser fácil. Até hoje nunca fiz um vôo com duração superior à uma hora.
O que ainda me preocupa (muito mais que a possibilidade do avião sumir no oceano igual o da Air France) é a conexão que teremos que fazer em Madri. Espero que corra tudo bem na Imigração e que a fila ande rápido. Vamos chegar em Madrid às 06:45 da manhã e o vôo para Pamplona decola as 09:05. Pelo menos acho que não vai ser tão complicado ir do terminal 4 para o 4S do aeroporto, já que são interligados por um trem subterrâneo.

Pensamento positivo!



sábado, 4 de julho de 2009

Cajado ou Stick high tech? (Faltando 36 dias)

0 comentários

Nessa última semana refleti bastante a respeito do cajado tradicionalmente usado pelos peregrinos. Muito mais que um simples objeto, esse pedaço de madeira constitui um importante auxiliar na caminhada dando apoio nas subidas e mais segurança nas descidas, além de outras utilidades — como afugentar cachorros, servir de varal improvisado ou para pra ticar salto com vara sobre poças de lama.

Alguns não o dispensam, outros o abominam completamente. Em tempos modernos tem muita gente preferindo substituí-los por sticks de trekking. Eu, pessoalmente, acho os sticks bem interessantes. São leves, possuem sistema de amortecimento (pelo menos alguns que vi), podem ser facilmente pendurados na mochila caso não se queira mais usar e são fáceis de despachar junto com a bagagem nos aeroportos. Aqui no Brasil os sticks são caros, mas na Europa o preço é bem mais convidativo.

Confesso que fiquei bastante tentado a aderir aos sticks, mas no fim das contas acabei me decidindo pelo cajado. Ainda não sei se vou comprar um pronto lá ou se vou simplesmente pegar um galho na beira da trila e fazer um. Só sei que o cajado é bem funcional mesmo sem as “frescuras” do stick e, diga-se de passagem, é muito mais charmoso que o primo high tech.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Desapego (Faltando 40 dias)

1 comentários

Recebi um e-mail sobre "Desapego" escrito pelo Padre Haroldo, fundador do do TLC (Treinamento de Lideres Cristãos), movimento da igreja do qual faço parte. No texto, uma frase chamou minha atenção por ilustrar, de certa forma, a preocupação com o que levar, peso, etc.

"Devemos usar das coisas tanto quanto nos ajudam para atingir o nosso fim, e devemos nos privar delas tanto quanto nos impedem"