sábado, 16 de maio de 2009

Sobre a Decisão e os Preparativos (Faltando 87 dias)


No dia 20 de maio de 2008 simplesmente decidi que ia fazer o Caminho de Santiago de Compostela. Mas como eu ia fazer ainda não sabia.

Estava um pouco abatido na época após a segunda rejeição no teste de seleção para o treinamento da RPC - afiliada da Globo aqui no Paraná - e queria realmente viver uma experiência nova, viajar, me aventurar pelo mundo. Foi então que me lembrei do Caminho de Santiago e percebi que era exatamente o que queria.

Naquela mesma semana pesquisei o máximo que pude sobre o Caminho. Vi que maio era apontado como um dos melhores meses para a peregrinação, então resolvi que iria no ano seguinte. Um ano era um período considerável para a preparação física, compra de equipamento e também seria o tempo suficiente para que pudesse juntar o dinheiro de que ia precisava. Na época eu trabalhava com meus pais no restaurante deles (o que ainda faço nos dias de hoje) e também fazia um informativo para a prefeitura da minha cidade, o que me proporcionava uma renda extra. Fiz os cálculos e percebi que se guardasse todo o dinheiro da prefeitura, até o fim do meu contrato em dezembro, teria a quantia necessária. Como não tinha despesas com moradia e alimentação não ia ser muito difícil, era só economizar.

Através dos sites das Associações de Amigos do Caminho (do Rio de Janeiro e de São Paulo) fui descobrindo mais detalhes sobre a preparação e sobre a peregrinação em si. Comprei alguns livros de peregrinos e aos poucos fui envolvido pela atmosfera do Caminho Francês.

Logo tratei de comprar minha bota de Caminhada, a qual comecei a usar no dia a dia para amaciar, de acordo com as recomendações. Foi o calçado mais caro que comprei na vida.

Nessa mesma época também dei entrada no processo para o passaporte, já que nunca havia viajado para fora do País antes.

Vendo meus preparativos minha prima, a psicóloga Josélia Sura, também se interessou pelo Caminho e disse que iria comigo. Confesso que não levei muita fé no início, e demorei a acreditar que ela realmente estivesse disposta a caminhar 750km na Espanha, mas ao longo desse ano seu empenho realmente me surpreendeu. (Falarei mais sobre ela em posts futuros).

Aos poucos fui completando meu "enxoval" de peregrino e, junto com minha prima, comecei a fazer caminhadas preparatórias. No início andávamos 5km por dia. Alguns meses depois já caminhávamos 23km com a mochila nas costas pelos morros que circundam nossa pequena cidade.

Durante todo esse período eu pensei em reativar meu antigo blog para descrever cada etapa da preparação a medida que fossem sendo vencidas, mas confesso que realmente não estava disposto a dividir essas coisas, mais por preguiça e comodismo que por qualquer outro motivo. Mas essa semana, com a aproximação da data da partida (que infelizmente foi adiada para agosto) resolvi arregaçar as mangas e criar um blog novo. Como diz aquele velho ditado: "Antes tarde que mais tarde ainda".

Hoje faltam 87 dias para que eu efetivamente decole rumo a Espanha, mas minha caminhada já começou há um ano. Nesse espaço pretendo compartilhar minhas experiências até aqui e claro, publicar notícias direto do Caminho de Santiago quando chegar a hora.

Sintam-se a vontade para comentar e perguntar.

Buen Camino!

3 comentários:

"Drª" Nathy disse...

Desculpe a ignorância, mas pq caminho Francês se ele fica na Espanha?? * boiando bonito * bj

"Drª" Nathy disse...

Ah já ia esquecendo adorei o banner do blog bem legal mesmo... ^^

Sandro (Alexandro Kurovski) disse...

Obrigado Nathy!
Bom, existem vários trajetos para se chegar a Santiago a pé. O mais conhecido é o Francês, que recebeu esse porque começa na França, creio eu.