quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Astorga - Foncebadon (26 km)

A Jo adorou Astorga, agora está na dúvida se vai se mudar para lá ou para Pamplona. Passou atarde batendo perna ontem pela cidade. Só encontrei ela no quarto. Eu já estava quase dormindo quando ela chegou. Hoje estava me contando os segredos de Astorga porque conversou com uma arqueólaga lá que sabia tudo da cidade.

Sonhei que olhava no relágio e eram 6:03, acordei e acendi a lanterna para ver às horas, eram mesmo 6:03! A Jo disse que estou virando bruxo e que serei o sucessor do Paulo Coelho hehe.

Hoje o vento frio continuou a soprar. Saímos separados, mas nos cruzamos várias vezes nas trilhas. Passamos por Santa Catalina de Somoza, uma simpática vila de pedras. Vi três gatos sentados numa das ruínas e os três se mexiam simultaneamente, incrível! Tirei uma foto deles.

Em Rabanel del Camino esperei a Jo para subirmos juntos até Foncebadon. A subida não foi fácil. Trilhas estreitas com cascalho solto, mas um cenário muito bonito. É agradável estar nos morros novamente, já estávamos cançados das planicies intermináveis das mesetas.

Amaldiçoada por um cigano, Foncebadon já foi um vilarejo fatasma. Mitos peregrinos ainda ficam de cabelo em pé ao passar por aqui. Mas nos últimos anos algumas construções da vila foram restauradas e hoje o lugar conta com dois albergues bem estruturados. No entanto, ao que tudo indica, esse não é um ponto de parada muito disputado. Somos os únicos peregrinos hospedados aqui por enquanto. Acho que tem mais umas 4 pessoas no outro albergue. Amanhã subimos ao ponto mais alto do caminho (1.504 metros de altitude) até a cruz de ferro.

8 comentários:

Luciana disse...

Rapaz, vc está mesmo animado. Tem certeza de que vai caminhar de Foncebadon até o Cebreiro??? Um abraço! Luciana

Sandro (Alexandro Kurovski) disse...

hehehe. Acho que me empolguei Luciana, na verdade era para eu ter escrito Cruz de Ferro. É que a altitude, a falta de oxigenação no sangue, tudo isso afeta o cérebro.

Sandro (Alexandro Kurovski) disse...

Ah! Aqui tem 3 albergues (não 2)e umas duas casas, só. Fui tirar umas fotos lá fora, o visual é lindo, ma so vento tá gelado apesar do céu limpo,no inverno aqui deve ser terrível.
Tem uma taberna medieval do lado do albergue, vamos cenar por lá.

Luciana disse...

Ah....bom!!! Tá explicado!!! Rssss
Depois das Mesetas, agora vc está de volta às montanhas. Vai continuar subindo até a Cruz de Ferro e depois descer, descer e descer.... Vá com cuidado!!! Depois de amanhã vem o Cebreiro! A caminhada até lá é um dos meus trechos preferidos e depois vêm os bosques Galegos...lindos... Aproveite... Santiago já se aproxima!!!!

Solange disse...

Olá, Sandro

do jeito que está indo, assim que você chegar à Galícia vai virar bruxo mesmo!! Lá você encontrará muitos deles. E fadas também....

Carol disse...

Há como eu queria jantar em uma taberna medieval tb!
P.S: cuidado com o vilarejo fantasma. ai, ai, ele deve ser muito massa!
Continue a andar peregrino!

lucas gandin disse...

Vou comentar aqui: muito boa a foto do amanhecer em Astorga. E não perdendo o espírito bonassoliano, nao precisa ter viajado tanto pra ir à Astorga, temos uma no Paraná. =P

Zé William disse...

Tente explorar sua possibilidades mediunicas, todos nós possuimos, Jesus foi o Maior de todos os Medius Na Carismatica conheço muitos frequentadores que teem mediunidade incrivel