domingo, 13 de setembro de 2009

Em Santiago

Depois da missa do peregrino ainda esperei um tempo em frente a catedral para ver se a Jo aparecia. Como nao a vi fui procurar o albergue, um seminário enorme um pouco afastado do centro. Enquanto rumo para meu quarto (peguei um individual por 3 euros a mais) adivinhem quem eu encontro no quarto coletivo? A própria, Jo! Ela chegou e foi direto para o albergue, perdeu a missa, tsc tsc.

A tarde fomos no El Corte Inglês. Comprei uma calça jeans, uma camiseta e uma jaqueta bem legal. Na volta lavei toda minha roupa peregrina na máquina do albergue, pois ainda vou usá-la.

Hoje acordei cedo e vim para a praça para ver se chegava algum peregrino conhecido. Vi o Lidon e o Carlos aqui da Espanha. Depois, na missa do meio dia (fui de novo, claro!) encontrei as canadenses Carie Anne e sua mae, Carole. Elas me disseram que o Pierre deve chegar amanha. É muito bom reencontrar as pessoas aqui.

A homilia da missa hoje foi especial. Falava sobre fé e açao, que a fé sem obras é uma fé morta. E também sobre doaçao, "aquele que quiser salvar sua vida a perderá, mas aquele que a perder em nome do envangelho a salvará", algo assim. O padre também relacionou a peregrinaçao com o tema, foi bem interessante. Tocou fundo o caraçao de todos os peregrinos presentes.

Ontem acabei nao conseguindo ir na vigília, mas vou na de hoje. Também nao consegui comer de graça no Palácio dos Reis Católicos ainda, vou tentar mais algumas vezes. Eles deixam os primeiros 10 peregrinos que chegarem com a fotocópia da compostela almoçar (ou jantar) com os funcionários do hotel na cozinha.

Passe a tarde pesquisando o preço das lembrancinhas. Consegui comprar algumas coisas bem legais. Ainda falta encontrar algo para meu pai e minha mae.

Amanha vou para Fisterre com o bus das 13hs. Vou dormir lá para poder ver o por do sol no mar, algo que nao temos no Brasil.

A Jo está vendo hotel e vai pegar o trem para Portugal amanha de tarde. Vai para a cidade do Porto, que nao é muito longe daqui.


video

A Emoçao da chegada



Crípta com os restos mortais do apóstolo

Eu sentado no marco "zero" da peregrinaçao, na Praça do Obradoiro, em frente a catedral

Caminhando pelos "becos" de Santiago rumo ao albergue

Esperando peregrinos em frente a Catedral

Eu a a Jo

6 comentários:

Carol disse...

Nossa! roupa nova! finalmente!
Parabéns pela conquista mano! sempre acreditei que vc conseguiria!
P.S: Hum... lembrancinhas, Eba!
Se só falta pro pai e pra mãe, então a minha já ta na mala né? ;D
Saudades! Bjo!

Zé William disse...

Não tenho mais palavras, só alegrias.

Luciana disse...

Roupa nova: o sonho de todo peregrino ao chegar em Santiago...rsss
Sandro, aproveite essa cidade (que eu adoro tanto)!!! Curta Finisterre que também é especial e, finalmente, aproveite bastante Londres, que é uma das minhas cidades favoritas (apesar de ser muito cara)!!!
Um grande abraço e bom retorno a terrinha!!!

Anônimo disse...

Olá Sandro, estivemos acompanhando, um abraço a vcs pela determinação, pelo planejamento. Que oportunidade nos deram de acompanhar vossa peregrinação.

Claudemir, Inês, Victor e Thiago

Lmandrik disse...

Parabéns Sandro!!!

Ilma Barrilari disse...

Ah, já estava preocupada com a Jo. Ela também ficou conhecida de nós leitores e quase-peregrinos (meu caso). Que bom que ela também chegou super bem e aproveitou as coisas boas que o Caminho oferece. Parabéns para ambos!!!!